3 segredos para investir em imóveis tokenizados, gerando lucros em dólares e evitando fraudes

0

NOTA DE IMPRENSA


Os investimentos em imóveis tokenizados continuam a crescer em todo o mundo, permitindo que mais pessoas entrem num mercado que foi historicamente considerado o mais seguro para investir.

A América Latina responde por isso registrando um aumento de 40% no volume de transações realizadas com criptomoedas no último ano, segundo relatório elaborado pela agência Chainalysis.

Boa parte desse crescimento se deve a esse tipo de investimento, que permite mobilizar um grande volume de forma ágil. Além disso, um estudo do Fórum Económico Mundial indicou que até 2030, 10% da economia global será tokenizada.

A verdade é que os investimentos imobiliários tokenizados são atrativos precisamente porque permitem que pequenos poupadores invistam em múltiplos projetos.

Agora, por exemplo, a partir de US$ 1 mil você pode fazer parte de um empreendimento imobiliário em Miami, cidade que voltou a ser o centro das atenções depois que Messi decidiu adquirir um novo imóvel por lá.

“Esses tipos de investimentos permitem diversificar suas opções de forma simples e sem burocracia. Oferecemos retornos mensais em dólares no projeto de expansão e remodelação do hotel Sorrento Villas, que irá captar o crescimento que Miami continua a ter não só no turismo, mas também na criação de empregos», explica Álvaro Castro Burgueño, cofundador & Chief Portfolio Diretor  da  Rext , empresa especializada em tokenização imobiliária e ativos da economia real.

Em relação a essas tendências, Leo Elduayen, CEO e cofundador da  Koibanx  – empresa líder em tokenização financeira utilizando a tecnologia blockchain – explica que os principais benefícios são a transparência e a rastreabilidade oferecidas pela tecnologia blockchain. Além disso, a imutabilidade dos tokens permite que os investidores verifiquem o estado da sua participação.

No entanto, é importante ter algumas coisas em mente ao decidir começar a investir em imóveis tokenizados.

3 CHAVES ANTES DE INVESTIR EM IMOBILIÁRIO TOKENIZADO

1- Pesquisa prévia:  é importante verificar se a empresa que oferece o investimento é registrada e tem boa reputação no mercado. Confira também o histórico do imóvel tokenizado, estudando as tendências do mercado imobiliário para avaliar se o investimento é rentável.

2- Verifique o token:  certifique-se de que o token tem valor real, ou seja, é lastreado em bens imóveis e possui uma estrutura de preços transparente.

3- Avalie custos adicionais:  consulte previamente sobre despesas de manutenção, taxas de transação e quaisquer outras despesas adicionais que possam afetar o valor do investimento.

Junto com esses pontos, é muito importante ficar atento para não cair em algum golpe.

“É preciso prestar muita atenção, principalmente quando aparecem propostas que prometem retornos surpreendentemente elevados, de organizações que não têm apoio ou histórico sólido. Além disso, costumam ser acompanhadas de práticas agressivas de venda ao invés de dar espaço a um processo de assessoria consultiva ”, explica Castro Burgueño, que destaca ainda como ponto fundamental que antes de fazer um investimento imobiliário é  preciso verificar se o imóvel não possui dívidas contraídas. on. , pois caso a operação não tenha tanto sucesso, os primeiros a cobrar serão os credores de primeiro grau, antes que os investidores possam recuperar seu investimento.

Nesse sentido, Guillermo Escudero, Gerente Regional e Analista de Mercado da  CryptoMarket  na Argentina, concorda com a importância de validar a existência do ativo que funciona como garantia do token, como uma importante medida de segurança e acrescenta: “  Também é importante leia detalhadamente o White Paper, ou seja, o documento que explica o projeto de ponta a ponta; e verificar a existência de estruturas corporativas por trás do projeto a ser investido.”

Desta forma, uma vez realizada a análise correspondente, os benefícios de investir em imóveis tokenizados destacam-se pela possibilidade de gerar múltiplos investimentos por se tratarem de baixos níveis de rendimento em relação aos investimentos tradicionais nesta área; permitindo ao investidor o acesso de forma simples, segura e flexível.

Leave A Reply

Your email address will not be published.